Sobre Nós

A Liga de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial de Araguari - LOCCFA foi fundada oficialmente em 14 de novembro de 2013 junto a FAMED (Faculdade de Medicina - Araguari) e ao CLAM (Coordenação de Ligas Acadêmicas de Medicina) e é associada a ABLAM (Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Medicina). A mesma visa responder às necessidades dos acadêmicos do curso de Medicina da Universidade Presidente Antônio Carlos - UNIPAC  em relação ao conhecimento dessa especialidade médica. 

 

Visite nossa página no facebook: https://www.facebook.com/loccfaraguari

 

Liga de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial de Araguari

INTRODUÇÃO: A Otorrinolaringologia é a especialidade médica responsável pelo ouvido, nariz, faringe, laringe, seios paranais, cabeça e pescoço; sendo assim é considerada uma das mais completas especialidades médicas do mundo, com características clínicas e cirúrgicas particulares.

A afecção mais comum é a amigdalite, que é uma infecção das amígdalas transmitida pelo contato direto com a saliva ou secreção nasal de pessoas doentes e seu diagnóstico é clínico. Esta pode ser bacteriana ou viral: quando bacteriana, normalmente é causada por estreptococos e a sintomatologia consiste-se em dor de garganta, febre alta, cansaço e aparecimento de placas brancas no orgão; e quando a viral, o quadro clínico baseia-se apenas em fenômenos irritativos e dolorosos nas amígdalas. O tratamento da amigdalite bacteriana é antibioticoterapia, já o da viral trata-se os sintomas com analgésicos e antitérmicos.

A sinusite é outra doença tratada pelo otorrinolaringologista, a qual ocorre devido a uma drenagem ineficaz da secreção nasal, provocando estase da mesma na cavidade paranasal, podendo se tornar um ambiente propicio para a proliferação de vírus, bactérias e fungos, causando assim um processo inflamatório e∕ou infeccioso. Pode ser classificada em aguda e crônica, sendo considerada como crônica quando os sintomas clássicos persistem por mais de oito semanas. Quando não tratada, a sinusite crônica evolui para complicações como celulite periorbitária e meningite pneumocócica, elevando a taxa de mortalidade e reduzindo a qualidade de vida do doente.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), pelo menos 800 milhões de pessoas sofrem alguma perda auditiva no mundo, sendo que cerca de 15% da população, com idade entre 20 e 69 anos, têm perda auditiva por exposição a sons altos ou ruído no trabalho ou em atividades de lazer.

Também podemos citar outras doenças e sintomas, como dores de ouvido, rouquidão, prevenção da surdez e tratamento de tumores.

Há 10 anos no dia 16 de abriel é celebrado o Dia Mundial da Voz, sendo que o objetivo dessa iniciativa é chamar a atenção do público em geral para as principais medidas a respeito de como cuidar da voz e prevenir distúrbios vocais, como o câncer de laringe.

A campanha “Ouvido, nariz e garganta: cuide e viva melhor” criada pela ABORL-CCF  - Associação de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial - no dia 15 de abril de 2013 tem a missão de ressaltar a importância do Otorrinolaringologista como especialista responsável pela saúde vocal, respiratória e auditiva.

 

OBJETIVOS

1. Capacitação dos acadêmicos de medicina com relação às afecções do ouvido, nariz, faringe, laringe, seios paranasais, cabeça e pescoço.

2. Aumentar o interesse da comunidade acadêmica na UNIPAC para a especialidade  de otorrinolaringologia.

3. Divulgar informações sobre as afecções do ouvido, nariz, faringe, laringe, seios paranais, cabeça e pescoço para a comunidade externa.

4. Orientar sobre a importância do cuidado com o ouvido, nariz e garganta, divulgando a campanha da ABORL-CCF: OUVIDO, NARIZ E GARGANTA: CUIDE E VIVA MELHOR.

5. Todo ano no mês de abril abraçaremos a campanha DIA MUNDIAL DA VOZ , comemorado dia 16, que visa  informar às pessoas sobre os cuidados necessários para evitar distúrbios e falhas na voz, como rouquidão ou cansaço para falar. 

6. Todo ano no mês de novembro abraçaremos a campanha DIA NACIONAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À SURDEZ.

7. Incentivar sobre os cuidados com a saúde auditiva na infância através da divulgação da campanha: QUEM OUVE BEM APRENDE MELHOR.

8. Realização palestras, discussão de questões e casos clínicos.

 

RESULTADOS:

Com o trabalho realizado pela LOCCFA pretende-se divulgar informações sobre as afecções do ouvido, nariz, laringe, faringe, seios paranasais, cabeça e pescoço. O objetivo é orientar e conscientizar a população sobre os principais cuidados com a voz, ouvidos, nariz e garganta, tratamento adequado da sinusite, uso correto de cotonetes, além da prevenção de doenças que acometem esses órgãos do corpo humano.

 

REFERÊNCIAS:

www.einstein.br/einstein-saude/pagina-einstein/Paginas/sinusite-tem-cura.aspx

 

http://www.einstein.br/einstein-saude/em-dia-com-a-saude/Paginas/entenda-a-amigdalite.aspx

 

http://www.einstein.br/hospital/otorrinolaringologia/Paginas/otorrinolaringologia.aspx

 

http://issuu.com/aborl/docs/_revista_vox_otorrino_133_digital_ba83b37853ebf1

 

http://www.brasil.gov.br/saude/2013/04/dia-mundial-da-voz-e-comemorado-nesta-terca-feira-16

 

http://www.world-voice-day.org/